Circuito W em Torres del Paine: Trajetos, Extensão e Hospedagem 42


No primeiro post de Torres del Paine nós demos uma visão geral deste incrível parque nacional que está localizado na Patagônia Chilena. Neste post vamos falar especificamente sobre o Circuito W, um circuito de trekking de longa distância que é o mais procurado da região e que tivemos a oportunidade de fazer durante o mês de Dezembro de 2013.

Se você procura por um guia inicial de Torres del Paine, acesse o link:  Torres del Paine: Como Chegar, Como Visitar, Trekking e Hospedagem. 

O Que é o Circuito W?

O Circuito W é o mais conhecido de Torres del Paine e é o que a maioria das pessoas que visitam o parque fazem. Ele tem este nome pelo seu formato se assemelhar a letra W, tem uma duração de 4 a 5 dias, possui um nível de dificuldade de médio para difícil e uma extensão total de um pouco mais de 70km.

Mapa Circuito W

Mapa Circuito W

Durante o percurso você passará pelos principais pontos do parque como as próprias Torres del Paine, o Lago e o Glaciar Grey, o Vale do Francês, o Glaciar do Francês e o Lago Nordenskjold.

Como Fazer Circuito W em Torres del Paine?

No guia inicial para Torres del Paine falamos sobre como chegar em Puerto Natales, cidade base para visitar o Parque Nacional Torres del Paine. Se você vai fazer o Circuito W, a melhor maneira é chegar em Torres del Paine pegando um ônibus em Puerto Natales com destino ao parque.

Os ônibus saem diariamente da rodoviária de Puerto Natales e duas das companhias que fazem este trajeto são: Buses Pacheco (www.busespacheco.com) e Bus Sur (www.bus-sur.cl). Há outras companhias e, independentemente da sua escolha, durante a alta temporada há duas saídas diárias para Torres del Paine: uma às 7h30min e outra às 14h30min.

Há 3 paradas de ônibus dentro do parque: Laguna Amarga (chega 9h45min no horário da manhã e 16h45min no horário da tarde), Pudeto (chega 10h30min no horário da manhã e 17h15min no horário da tarde) e Sede Administrativa CONAF (chega 11h45min no horário da manhã e 18h no horário da tarde).

Já o retorno para Puerto Natales é realizado em dois horários: 13h e às 18h. Os ônibus saem às 13h da Sede Administrativa CONAF, passam na parada Pudeto às 13h30min e na parada Laguna Amarga às 14h30min. Já os ônibus que saem às 18h da Sede Administrativa CONAF, passam na parada Pudeto às 19h e na parada Laguna Amarga às 19h45min.

O preço do trajeto é de 8.000 pesos chilenos (aproximadamente R$30,00) e a passagem pode ser comprada na rodoviária ou nos próprios hotéis e hostels de Puerto Natales.

As duas paradas importantes para quem vai fazer o Circuito W são: Laguna Amarga e Pudeto. No mapa abaixo você consegue observar que estes locais ainda não ficam no Circuito W e é preciso pegar mais um transporte. Para quem vai ou volta pela Laguna Amarga, há uma van que faz o trajeto ida e volta até a Hostería las Torres que já está no Circuito W (o preço da van é de 3.000 pesos chilenos – R$ 13,00) . Já para quem vai ou volta pela parada Pudeto, há um barco que faz o trajeto ida e volta até o Refúgio e Acampamento Paine Grande que também está no Circuito W (o preço do barco é de 12.000 pesos chilenos – R$ 52,00).

Mapa Torres del Paine

Mapa Torres del Paine

Há duas maneiras de realizar o Circuito W dependendo da sua programação:

Circuito W – Rota Normal: a rota normal é iniciada descendo do ônibus na Laguna Amarga e pegando uma van que te deixa na Hostería las Torres. O trekking é iniciado com uma trilha até o Mirador las Torres e depois você segue o Circuito W na direção oeste, passando pelo Lago Nordenskjold, pelo Glaciar Francês e o Vale Francês. A última parte deste circuito é uma trilha que passa pelo Lago Grey até chegar ao glaciar de mesmo nome. Depois do Circuito W completado você deve voltar até o cais do Refúgio e Acampamento Paine Grande de onde saem os barcos com direção à parada Pudeto, um dos pontos de ônibus para voltar para Puerto Natales.

Circuito W – Rota Invertida: a rota invertida (também chamada de Circuito W Inverso) é iniciada descendo do ônibus na parada Pudeto para pegar o barco com destino ao cais do Refúgio e Acampamento Paine Grande. Neste caso, o trekking é iniciado com a trilha que passa pelo Lago Grey até chegar ao glaciar de mesmo nome e depois você segue o Circuito W na direção leste passando pelo Glaciar Francês, Vale Francês e  pelo Lago Nordenskjold. A última parte desde circuito é a trilha que vai até o Mirados las Torres. Depois desta rota você deve voltar até a Hostería las Torres e pegar uma van com direção à parada Laguna Amarga, um dos pontos de ônibus para voltar para Puerto Natales.

Distâncias no Circuito W

As distâncias entre os diversos trechos do Circuito W podem ser encontradas no mapa oficial de Torres del Paine:

1. Refúgio e Acampamento Paine Grande até o Refúgio Grey: 11km
2. Refúgio e Acampamento Paine Grande até Acampamento Italiano: 7,6km
3. Acampamento Italiano até o Acampamento Britânico: 5,5km
4. Acampamento Italiano até o Refúgio e Acampamento los Cuernos: 5,5km
5. Refúgio e Acampamento los Cuernos até o Refúgio e Acampamento las Torres (Hostería Torres): 11km
6. Refúgio e Acampamento las Torres (Hostería Torres) até o Mirador las Torres: 9,5km

No geral o nível de dificuldade para realizar o Circuito W é médio, exceto pelos trajetos 2 e 4 que achamos que possuem um nível mais fácil. Os trajetos 3 e 6 possuem subidas mais íngremes, o que acaba dificultando um pouco o percurso.

Hospedagem no Circuito W

Se você fizer o Circuito W é possível se alojar apenas em refúgios, apenas em acampamentos ou mesclar os dois tipos de hospedagem. É importante mencionar que um planejamento adequado da sua rota deve ser feita com antecedência, principalmente se você for se hospedar em refúgios já que a procura é muito grande, especialmente durante a alta temporada que vai de Janeiro a Março.

Há duas empresas privadas que fazem a gestão dos refúgios e acampamentos que ficam ao longo do Circuito W: Fantastico Sur e Vertice Patagonia. Através do site oficial você pode consultar os preços, as comodidades de cada local e também fazer sua reserva. No Circuito W há também os acampamentos gratuitos Italiano, Britânico e Torres, mas a estrutura deles é mais precária.



Vai Viajar? Faça seu Seguro Viagem com Desconto.

Refugio Paine Grande

Refúgio Paine Grande

Acampamento Paine Grande

Acampamento Paine Grande

Acampamento Italiano

Acampamento Italiano

Refugio las Torres

Refúgio las Torres

Durante o nosso trekking pelo Circuito W ficamos em dois refúgios (Paine Grande e Las Torres) e em um acampamento (Los Cuernos). A ideia era ficar também no Refúgio los Cuernos, mas não conseguimos vaga no local, mesmo procurando hospedagem três meses antes da nossa viagem.

Circuito W em 4 dias: Nossa Programação

O nosso trekking pelo Circuito W foi feito em 4 dias pela rota invertida. Nós chegamos em Torres del Paine e descemos na parada Pudeto para pegar o barco que nos levou até o cais do Refúgio e Acampamento Paine Grande. Desta maneira, fizemos o seguinte trajeto:

Primeiro Dia:
Trajeto: Refúgio e Acampamento Paine Grande -> Glaciar Grey -> Refúgio e Acampamento Paine Grande
Distância Percorrida: 22km
Hospedagem: Refúgio Paine Grande
Tempo Total do Trajeto: 8 horas

Veja aqui todo o nosso relato do primeiro dia em Torres del Paine.

Lago Grey e Glaciar Grey

Lago Grey e Glaciar Grey

Segundo Dia:
Trajeto: Refúgio e Acampamento Paine Grande -> Acampamento Italiano -> Mirador Britânico (uma hora de distância do Acampamento Britânico) -> Acampamento Italiano -> Refúgio e Acampamento los Cuernos
Distância Percorrida: 26km
Hospedagem: Acampamento los Cuernos
Tempo Total do Trajeto: 11 horas

Veja aqui todo o nosso relato do segundo dia em Torres del Paine.

Glaciar do Frances

Glaciar do Francês

Terceiro Dia:
Trajeto: Refúgio e Acampamento los Cuernos -> Refúgio e Acampamento las Torres (Hostería las Torres)
Distância Percorrida: 11km
Hospedagem: Refúgio las Torres
Tempo Total do Trajeto: 5 horas

Veja aqui todo o nosso relato do terceiro dia em Torres del Paine.

Lago Nordenskjold

Lago Nordenskjold

Quarto Dia:
Trajeto Programado: Refúgio e Acampamento las Torres (Hostería las Torres) -> Mirador las Torres -> Refúgio e Acampamento las Torres (Hostería las Torres)
Distância Programada: 19km

No quarto e último dia tivemos um problema no caminho e não conseguimos percorrer toda a distância até chegar ao Mirador las Torres. Veja aqui todo o nosso relato do quarto dia em Torres del Paine.

Torres del Paine

Torres del Paine

Para voltar para Puerto Natales, pegamos a van na Hostería las Torres que nos levou até a parada Laguna Amarga para pegarmos o ônibus de volta à cidade.

Dicas para Realizar o Circuito W

– Reserve com antecedência seu hotel ou hostel em Puerto Natales e os refúgios em Torres del Paine, principalmente durante a alta temporada.

– Em Puerto Natales há lojas de equipamentos com preços mais em conta que no Brasil e também é possível alugar equipamentos na cidade.

– Você passará por terrenos muito distintos: áreas mais abertas e limpas, lama, pedras, riachos e até mesmo neve. Assim, tome cuidado ao caminhar para evitar lesões ao longo do percurso.

– Se estiver pensando em acampar durante todo o percurso, leve sua barraca e evite alugar barracas nos acampamentos pagos do parque. O preço é salgado e não vale a pena. Agora se você não conseguiu reservar todos os refúgios e precisa acampar um dia (como nós tivemos que fazer), vale a pena alugar no local já que carregar a barraca durante todo o Circuito W e usar apenas uma vez se torna peso extra.

– Na hora de escolher a hospedagem em Puerto Natales verifique se ela oferece serviço de armazenamento de bagagem. Como você vai para Torres del Paine e depois volta para Puerto Natales, vale a pena deixar os itens que não for usar na cidade.

– O clima na Patagônia é imprevisível. Ele é influenciado pela latitude, pelas cadeias montanhosas e também pelos glaciares. Você pode facilmente pegar todas as 4 estações do ano em apenas um dia. Assim, vá preparado para enfrentar frio, calor e muita chuva. Os itens essenciais para o clima chuvoso são: capa para a mochila, saquinhos plásticos com zíper e uma bota impermeável.

– Você encontra água nos trajetos intermediários do Circuito W (segundo e terceiro dia) e é possível abastecer de água seu cantil. De qualquer maneira, leve água reserva para não ter problemas durante o percurso.

– O Parque Nacional Torres del Paine enfrentou grandes incêndios que foram causados por turistas. Não acenda fogueiras, não queime o papel higiênico e não acampe fora das áreas permitidas.

– Traga todo o seu lixo de volta, inclusive cascas de frutas e papel higiênico.

– Não saia das trilhas ou crie atalhos.

Mais Informações

Preço da entrada em Torres del Paine (alta temporada): 18.000 pesos chilenos (R$ 80,00)
Site Oficial de Torres del Paine: http://www.torresdelpaine.com/

Faça suas reservas com a gente!

 

Faça suas reservas clicando nos links dos nossos parceiros. Você não vai pagar nada a mais por isso e o blog ganha uma comissão para continuarmos trazendo novos conteúdos e é uma ótima maneira de retribuir as informações que você obteve no blog. Todos ganham!

1477164494_city Reserve seu hotel pelo Booking.com

1477164553_car Alugue seu carro com a RentCars

1477164568_add Adquira seu seguro viagem com a Seguros Promo

1477164715_camera Reserve seus tickets para atrações pela Ticket Bar (EUA e Europa) e com a DayTour4u (Argentina, Colombia e Uruguai, e Brasil)

1482250327_mobile Compre câmbio com Melhor Câmbio

1482250327_mobileCompre seu chip com a EasySym4U

1477164599_editdocument Quer um roteiro de viagem pronto? Conheça a coleção 3 Days Anywhere

Você precisa fazer uma reserva de hospedagem?

Me encontre

Erick Stengrat

Sou formado em Química pela USP, trabalho com Desenvolvimento de Embalagens e também sou responsável pelo conteúdo do blog my Destination Anywhere. Adoro viajar para destinos isolados, mas também não dispenso uma cidade grande. Já pisei em 11 países e só penso em aumentar a lista.
Me encontre

Tire sua dúvida ou faça um comentário legal =)

42 thoughts on “Circuito W em Torres del Paine: Trajetos, Extensão e Hospedagem

  • Pedro Borges

    Oi Erick, beleza cara? Parabéns pelo blog, as informações estão muito precisas.
    Pesquisei recentemente e vi algo que você poderia atualizar:
    -O preço aumentou para 21.000 pesos na alta temporada, que agora vai até dia 30 de abril.

    Minha pergunta: Pagamos o preço por 3 dias, mas a sua trilha durou 4 dias. Você pagou a mais ou eles liberam nesses casos? Estou pensando em fazer o circuito W em 4 dias também, mas não tô afim de pagar mais 100 reais apenas por um dia a mais. Valeu!

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Pedro…realmente os preços em Torres del Paine aumentaram muito desde a época que eu fiz a trilha. Respondendo sua pergunta, é comum pagar apenas os 3 dias e permanecer por mais tempo. Na verdade acho que é uma “boa prática” este pagamento de 3 dias…não há uma fiscalização em relação a isso.
      Abraços

  • ricardo brasil

    Olá, vou para o parque em setembro de 2017 e vou fazer a rota O acampando nos campings do parque.
    Minha grande dúvida é quanto a barraca que pretendo levar, tenho uma barraca importada da marca Nigor que já é top de linha e está entre as melhores do mundo porém como vou estar indo para a Patagônia pensei na possibilidade de precisar de uma barraca de 4 estações, barracas de inverno, para fazer essa viagem de forma segura e confortável.
    Alguém que já foi pra lá nessa situação poderia me indicar que tipo de barraca é mais indicada para ser usada nessa trip ?? Ou me informar os tipos de barras que são alugas la no parque para poder ter uma ideia do tipo de material que o pessoal de lá usa para alugar.

    Obrigado a todos!

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Ricardo, tudo bem? Infelizmente eu não posso ajudar em relação a melhor barraca para o seu caso já que eu fiz apenas o Circuito W e fiquei nos refúgios. De qualquer maneira, talvez alguém aqui já tenha feito e pode te retornar com a resposta.
      Abraços

  • Camila

    Oi, Érick! Nossa, o blog é ótimo! Parabéns! 🙂 Salvei até nos meus favoritos. Rss.

    Então, estou planejando conhecer Torres em janeiro/2017 e gostaria muito de fazer o trekking, mas eu vou sozinha e não tenho me sentido muito segura. As trilhas são movimentadas? Você acha perigoso ir só? Acha possível, talvez, me juntar com outras pessoas para fazer trekking? E, pensando num plano b, existem guias ou alguma outra forma de conhecer o parque sem que seja necessário fazer o trekking?

    Agradeço muito se puder responder.

    Até mais 🙂

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Camila tudo bem? Que bom que gostou de blog ! As trilhas são movimentadas sim…geralmente você encontra pessoas fazendo ambos os sentidos. Em relação as pessoas, por lá todo mundo vai fazer o trekking…então você consegue se juntar fácil com pessoas que você vai conhecer nos campings ou refúgios…eu tinha conhecido um pessoa no próprio hostel de Puerto Natales 🙂 !
      Existem algumas agências que possuem guiais especializados neste trekking…eu cheguei a pesquisar, mas os valores são absurdos (acima de R$ 1000 para todos os dias)…particularmente acho que não compensa porque as trilhas são bem sinalizadas e dá para ver o caminho !
      Abraços

      • Camila

        Legal!! Obrigada pelas dicas!
        E sobre a hospedagem? É viável ficar hospedada em Puerto Natales e ir todos os dias para o parque ou é melhor ficar nos refúgios que tem dentro do parque?
        É que vou de mochilão e não queria levá-lo comigo no trekking por causa do peso. Pensei deixar a bolsa no hostel e ir só com a mochila de ataque mesmo.

        O que você acha?

        • Erick Stengrat Autor do post

          Oi Camila, se você quer fazer o Circuito W, necessariamente precisa ficar hospedada dentro do parque pois parte do circuito não tem acesso de carro ou barco. Os hostels/hotéis em Puerto Natales já estão acostumados com este processo e você pode deixar sua mochila maior em Puerto Natales e voltar para pegar depois de completar o circuito. Geralmente os hotéis/hostels cobram uma taxa diária de armazenamento.
          Abraços

  • Juliana B.

    Olá Érick!! Parabéns pelo blog! Informações ricas em detalhes!! Ajudou muito nós que estamos planejando nossa viagem para a Patagônia!! Você tem alguma informação sobre transporte de ônibus direto do Parque Torres Del Paine a El Calafate?
    Agradeço muito se puder me responder…
    Abraço!

  • Camila

    Ola Erick! Quero fazer o circuito W ano que vem (2017) em outubro, porém quando vou reservar o refugio Paine Grande pela Vertice patagonia, todas as datas já estao esgotadas!! Tentei varias datas e todas ‘sold out’. Voce sabe me dizer com quantos anos de antecedencia eu preciso reservar os refugios?! kkkkkkkk. Abraço!

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Camila, tudo bem? Nossa…eu não cheguei a reservar com tanto tempo assim de antecedência. No mesmo ano dá para reservar. Sugiro que mande um email para o pessoal do refúgio para ver o que aconteceu porque eu acho que deve ter algum erro no site…ainda mais porque o Paine Grande é um dos maiores refúgios de lá…
      Abraços

      • Patricia Zolini

        Parece ser um bug no site da Vértice, eu passei por isso, faça o seguinte: faça a pesquisa, vai aparecer como sold out, do lado esquerdo da tela vai aparecer o calendário, selecione de novo a data que vc vai, e veja se desse jeito aparece. Comigo deu certo.

  • bruno

    Olá Erick , Pretendo fazer o circuito W “manco” tirando o trecho do Grey. A intenção é ficar 3 dias, acampar 2 noites e voltar para Puerto Natales no 3°dia .
    Gostaria de uma sugestão. Pelo seu conhecimento , como vc dividiria esses 3 dias? quais campings e trechos optaria?
    Muito Obrigado pelas informações acima, deu pra ter uma ideia legal!
    abraço

    • Erick Stengrat Autor do post

      Olá Bruno, tudo bem? Na minha opinião, o trecho do Grey é essencial. Se você realmente só tem 3 dias, eu tiraria porção do “meio” que leva até o mirador britânico. Com isso, você faria um dia até o grey e dormiria no paine grande, no segundo dia poderia ir direto até o Las Torres e dormir lá para subir até o Mirador las Torres no dia seguinte.
      Abraços

      • Bruno Souza

        Erick, pensei em tirar o Grey porque vou fazer o Perito Moreno, e me parece que seria parecidos. Vi um relato nesse sentido. Também li sobre o Vale do Frances que parece ser o melhor trecho. Será que to fazendo má escolha ?! :I Pensei em acampar no las torres 1°dia e no 2 ° acampar no italiano e 3° já estar em Puerto Natales para no dia seguinte ir de Busão pra Ushuaia.
        Fiquei na dúvida agora qual trecho escolher….
        Novamente obrigado pelas informações Erick

        • Erick Stengrat Autor do post

          Oi Bruno…então, os relatos acabam sendo bem pessoais. Por exemplo, eu tenho um dia de relato aqui apenas do francês e não consegui ver nada lá de cima. Em compensação, o frey aproveitei bastante. Como o tempo na patagônia é imprevisível, nao dei muita sorte com o Francês. Em relação ao acampamentos que você escolheu, não vejo problema, mas lembre-se que se ficar no primeiro dia no Las Torres, terá menos tempo para subir e descer o Mirante las Torres. Muita gente faz isso, mas esse é o trecho mais complicado e você precisará fazer em menos tempo 😉
          Abraços

        • leonardo leal

          olá senhores, tudo bem??? depois de muito tempo procurando, achei estes relatos ( este blog) que e está me dando outra visão de como fazer o percurso w.
          Eu pretendo fazer a mesma coisa…o percurso w “capenga”. Chegar por pudeto, fazer o vale do francês e dormir no los cuernos. Dia seguinte partir para o Las torres ou el chileo(provavelmente será este) e dormir. Na próxima manha, ir ate a base das torres e voltar para p Natales.
          será possível????

          Bruno: você chegou a fazer este percurso “capenga”?
          e o que você acha, erikk?

          • Erick Stengrat Autor do post

            OI Leonardo…particularmente acho pesado chegar no parque e ir até o vale do francês, voltar e dormir no los cuernos. Como você já chega no Pudeto na metade do dia, um percurso mais curto seria mais adequado (como o Glaciar Grey). Particularmente eu gostei muito do Glaciar Grey e acho que vale a visita antes de partir para o Vale Francês…
            Abraços

  • Gustavo

    Prezado Erick,
    Excelente seu guia e as dicas!
    Na primeira semana de abril estarei em El Calafate e pretendo ir à Torres Del Paine.
    Apenas uma dúvida: você considera viável partir de Puerto Natales, fazer apenas uma perna do circuito W (da Hosteria Las Torres até o Mirador) e retornar à Puerto Natales no mesmo dia?
    Ou ainda, partir de El Calafate, fazer esse trecho de trekking e dormir em Puerto Natales?
    Justificando, o tempo será curto mas não posso deixar de conhecer o parque!!

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Gustavo, na minha opinião você só conseguiria fazer este trajeto se você for de carro pois você conseguiria chegar mais cedo e sair mais tarde. Se for de transfer, mesmo que saia de Puerto Natales, o tempo para subir e descer é curto e você corre risco de ficar no meio do caminho.
      Abraços

  • Rodrigo Oliveira

    Bom dia amigo.
    Primeiro gostaria de parabenizá-lo pelo belo relato, está sendo de uma ajuda incrível.
    Fiquei com uma dúvida em relação ao seu primeiro dia de trekking. No primeiro dia você saiu direto de Puerto Natales, fez todas as conexões até o Paine Grande e neste mesmo dia fez o bate-volta até o Glaciar Grey?
    Estou fechando meu roteiro e fiquei com essa dúvida.
    Abs,

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Rodrigo…obrigado pelos elogios. Em relação a sua dúvida, você entendeu corretamente. Eu saí de Puerto Natales, fui até o alojamento Paine Grande, deixei minhas coisas por lá (já que eu iria dormir no alojamento neste dia) e fui e voltei do Glaciar Grey. Dá tempo de fazer este trajeto, mas ele fica um pouco corrido do que os outros dias já que neste dia você começa a caminhada um pouco depois do almoço.
      Abraços

      • Rodrigo Oliveira

        Obrigado mais uma vez Erick. Como vou fazer o trekking no mesmo sentido que você, vou seguir essa recomendação para início da trilha.
        Apenas mais uma dúvida: No final da trilha, é tranquilo para pegar o transporte do abrigo Las Torres até Laguna Amarga sem reserva?
        Abraços

        • Erick Stengrat Autor do post

          Oi Rodrigo…sim, este transporte é bem tranquilo de ser pego. Na verdade muitas pessoas acabam fazendo este trajeto a pé também, mas depende da sua disposição depois de subir até o Mirador las Torres 🙂
          Abraços

  • Patty

    Érick,
    Sei que já dei os Parabéns, mas a forma como organizou cada item, realmente foi especial!!!
    Estava totalmente perdida sobre TDP, estamos indo no impulso e não nos programamos em nada!!
    A viagem é em Maio, temos esses 2 meses para fazer tudo e realmente montei um roteiro, com esse seu “passo-a-passo””
    Realmente ficou sensacional, melhor do que isso…só se tivesse os valores atualizados para hoje rsrsrsrsrsrsrs 😛

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Patty…que bom que o blog está ajudando. Só se atente ao meu comentário anterior em relação a data pois como é por impulso, o planejamento em TDP é complicado. Ainda mais depois de abril que os refúgios e trilhas podem estar fechados. Os valores não temos como atualizar sempre…deixamos uma ideia e a data que a cotação foi realizada.
      Abraços

      • Patty

        Olá Erick,
        Pois é, os abrigos de fato estavam fechados para Maio, consegui mudar a passagem para Abril e tive que refazer toda a programação…ou melhor inverti tudo!!! rsrs
        Se tiver mais dicas do Tipo BBB (Bom Bonito e Barato) estou aceitando!! rs
        Pq hospedagem lá está pesando !!!
        E fiquei tensa em saber dos ratos!!!!! rsrs

        Se vc quiser, depois te passo alguns valores atualzados em Abril/2015! 🙂

        • Erick Stengrat Autor do post

          Olá Patty…realmente lá é mais caro e o mais BBB que você irá encontrar são os refúgios. Isso se você for fazer o Circuito W…se não fizer, vale a pena ficar em Puerto Natales e alugar um carro. Não vi nenhum rato por lá…na verdade achei a estrutura ótima para um local isolado ! Quando tiver os valores atualizados me envie sim que eu coloco aqui no post =)
          Beijos

    • Erick Stengrat Autor do post

      Olá Elton…olha, nos refúgios que eu fiquei só encontrei tomada disponível para ser usada no Paine Grande ! Então é bom levar bateria extra sim e, se possível, aqueles carregadores portáteis para dar pelo menos mais um carga em cada bateria !!!! Eu levei duas baterias e deu para fazer todo o circuito W, mas estava chovendo bastante e não tirei tantas fotos ! Então é bom se prevenir e levar a mais…
      Abraços

    • Erick Stengrat Autor do post

      Olá Camila, tudo bem? Obrigado pelo elogio.
      O valor dos refúgios varim bastante…você tem a opção de pegar apenas cama, cama feita (com lençóis, cobertores e etc), diárias com café da manhã incluso e etc. Os valores para cama simples variam entre 50 e 80 dólares. No site oficial das empresas que administram os refúgios você encontra todos os preços atualizados.
      Se você fizer o Circuito W você pode acampar ou dormir nos refúgios. Agora se você fizer o Circuito O você precisará acampar em algum momento. Aqui tem mais informações gerais sobre o parque: http://mydestinationanywhere.com/2014/11/09/torres-del-paine-como-chegar-visitar-trekking-hospedagem/
      Abraços

    • Erick Stengrat Autor do post

      Oi Carol, tudo bem? Obrigado pelo comentário 🙂 !!!
      Realmente fazer o circuito W foi desafiador, mas valeu muito a pena ! É uma caminhada incrível e vale todo o esforço…só tem que torcer para pegar um tempo bom também que é sempre um mistério na Patagônia…rs
      Abraços

      • Patty

        Olá!!
        Parabéns pelo BLoG, está servindo de base para meu planejamento no circuito W.
        VÉrtice e FantasticoSur não operam em Maio, você por acaso sabe me dizer como consigo reservar nos abrigos, neste caso?

        Obrigada!!

        • Erick Stengrat Autor do post

          Olá Patty, que bom que gostou do blog e que está ajudando no seu planejamento. Em relação aos abrigos, eles só são operados para Vértice e pela FantasticoSur…se não houver disponibilidade é porque o refúgio estará fechado e você dificilmente conseguirá fazer o Circuito W já que mesmo os acampamentos e trilhas também podem estar fechados. Veja o post inicial sobre Torres del Paine que falamos um pouco sobre isso: http://mydestinationanywhere.com/2014/11/09/torres-del-paine-como-chegar-visitar-trekking-hospedagem/
          Se você for nesta época, vale mais a pena ficar em outros locais dentro do parque ou ainda ficar em Puerto Natales e visitar o parque de carro.
          Abraços